Quarta-feira, 11 de Janeiro de 2006

As Preferidas dos Dzerta - Episódio 2 [Cavacas Silva]




Depois de termos falado sobre Manocas Soares no último episódio, é altura de dar voz a outro peso pesado dos Dzerta. Estamos a falar de Cavacas Silva, um jovem oriundo do Algarve profundo, filho de humildes lavradores, que jurou um dia tornar-se num músico profissional e conquistar o país com as sua voz de falsete Esloveno. E não é que conseguiu. Mal chegou a Lisboa, o jovem Silva teve a sorte de ser deixado pela “caminete” em plena Avenida 24 de Julho às 4 da manhã. Deparou-se então com os grupos de jovens “Technocratas”, que para os incultos que ainda não sabem o que significa, refere-se a jovens que só conseguem ter prazer, quando na presença de música Techno, ou quanto muito Hard-House vá lá. Atenção não confundir com a corrente que considera a Technocracia como um sistema político em que a influência predominante pertence aos técnicos, pois como é óbvio esta corrente é estapafúrdia e faz mal à saúde. Foi então deste modo, que Cavacas tomou contacto com a cultura Techno, começando a toldar a partir daí a sua carreira musical.
Na era de 90, este jovem músico convenceu o seu pai a vender o tractor para poder comprar sintetizadores e teclados, dedicando-se com afinco à produção de música electrónica. Os seus esforços foram recompensados e durante 4 anos obteve sucessos atrás de sucessos, que puseram muitos Portugueses a dançar alegremente. Foi aliás nesse período mais auspicioso da sua carreira, que os media o apelidaram de “Technocrata”. No entanto na recta final de 90, as coisas não foram tão agradáveis para Cavacas, que chegou mesmo a ser vaiado em certos concertos, resultando num processo que culminou com o seu afastamento da cena musical. Dessa época ficam os desabafos de Silva aos jornais, onde proferiu a famosa expressão “O Techno está morto”.
O Cavacas, que fomos encontrar na actualidade é um homem novo. Faz parte da maior banda Portuguesa, os Dzerta e assegura-nos que as experiências passadas com o Techno, ensinaram-lhe muito. Na sua opinião as eleições para a liderança da banda só podem ter um vencedor. Ele mesmo.
Na mini entrevista que se segue, o ex Technocrata, fala-nos da banda, da eleição para o seu líder e das correntes musicais que abraçou depois do Techno:


PPP - Foi muito difícil para ti ter de abandonar o Techno, depois do abandono do público?


Cavacas - É óbvio que sim. Para um jovem como eu, vindo do interior Algarvio, o Techno parecia ser o centro de tudo. Na altura fazia todo o sentido, mesmo antes de chegar a Lisboa, quando às vezes passava com o tractor do meu pai carregado de estrume em frente à Kadoc, sentia que um dia tornar-me-ia num Technocrata.
Depois, como já todos sabem, tive que me afastar dessa corrente, um músico deve saber evoluir. Tornou-se claro que aquela formula, já não agradava aos Portugueses, que deixaram de comprar os meus discos.

- Como respondes às acusações de Manocas Soares, que insinuou recentemente a tua intenção de produzir um álbum dos Dzerta unicamente composto por batidas Dnbass e samples de discursos de Salazar?

- Isso é perfeitamente disparatado. Eu percebo perfeitamente que ele queira ganhar a liderança da banda, agora vir com esse tipo de declarações estapafúrdias é que não. Como todos se recordam eu afirmei em tempos que o Techno estava morto e hoje em dia acho que o Dnbass vai pelo mesmo caminho. Não tinha lógica enveredar por esse caminho.

- Na tua opinião, que género musical se encontra na berra?


- As pessoas podem pensar que tenho andado desaparecido desde o desaire de finais de 90, mas tal não é verdade. Tenho andado por aí pelos bares e discotecas da moda. Fui a Londres duas vezes este ano e posso afirmar com toda a segurança que a “next big thing” é o electro. Penso que é a evolução natural para mim. Como já fui um amante dos sons frios e maquinais do Techno, o electro funciona para mim como uma evolução saudável, onde pormenores mais humanos, conjugados com o elemento maquinal e electrónico dão um certo ar mais equilibrado à minha música. Penso que é aquilo que os Portugueses querem de mim neste momento, uma máquina humana.

- Manocas Soares evidenciou a sua importância para a banda, por ter sido o responsável pelo primeiro contracto Europeu. Como vês este assunto?

- É verdade que o Manocas conseguiu o primeiro contracto Europeu da banda. Mas o processo foi todo pessimamente conduzido. O dinheiro foi todo entregue a promotores, agentes e produtores pouco profissionais. Gastaram o dinheiro todo com as amantes, carros de luxo e casas com piscina e a banda passou por maus bocados. Houve momentos em que tivemos de recorrer ao crédito para comprar equipamento para os concertos. Por isso não acho que seja um elemento que interceda a favor do Manocas.

- Como sabes o nome desta rubrica é “As preferidas dos Dzerta”. Qual é então a tua música preferida neste momento?.

- Como já vos disse ando muito virado para o electro. Alias, o meu agente já enviou à comunicação social um comunicado onde expresso a minha vontade de alterar a minha alcunha de Technocrata para Electrocrata. Assim, escolho um tema das Chicks on Speed o We Dont Play Guitars. Estas Chicks um grupo de jovens mulheres que resolveram abraçar o conceito do “do it yourself” pródigo na onda electro, são um pouco como eu, que também estou nisto para ganhar sem o apoio de ninguém, lancei-me nesta campanha para a liderança dos Dzerta, numa atitude punk do “faça você mesmo”.

- Obrigado Cavacas. Antes de terminarmos confirma-nos só a veracidade das afirmações que vieram ao lume em meados de 90 e que falavam de uma relação amorosa com um bolo rei.

- É verdade, à boa maneira de American Pie, mantive uma relação com um bolo rei na década de 90. Mas as coisas já terminaram, não sei porque é que as pessoas ainda falam disso.
publicado por astropastor às 03:48
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 19:24
É verdade meninas, agora que sou famoso querem ser as minhas baionettes ?//Obrigado por todos os comentários simpáticos e cordiais, exemplificativos da vossa amabilidade. Vejo por cá algumas assinaturas novas, reflexo certamente da publicidade dos Destaques do Sapo. Um grande bem haja ao senhor que escolhe os destaques e que nunca lhe falhe o rato.//astropastor
</a>
(mailto:astropastor@sapo.pt)


De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 17:01
muito boa banda, gosto munto dos óvire e de os ber xaltar... bons moxoilos... ora entao um grande bem hajaInsolente
(http://oprazerdainsolencia.blogs.sapo.pt)
(mailto:aaa@aaa.aaa)


De Anónimo a 12 de Janeiro de 2006 às 14:38
Acho que as cassetes destes gajos estão um bocadinho fora de moda.

Temos dito.Alfinete de Peito
(http://alfinetedepeito.blogspot.com)
(mailto:alfinetedepeito@gmail.com)


De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 22:03
Nos tempos antigos nos quartéis os sentinelas gritavam a ronda durante a noite assim: em vez de "sentinela alerta!" diziam:"Deserta!!" O seguinte, em vez de dizer, "alerta está", dizia:"Deserta já!" O seguinte, em vez de dizer, "Alerta está, e passo a palavra!" Dizia: "Se tens tabaco passa para cá!" Nestes tempos diz-se: DZERTA! DZERTA! Que vem aí Cavaco pela certa!!!!Andesman
(http://opalanegra.blogs.pt)
(mailto:zedegois1@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 19:54
De facto vamos mas é dzertar daqui para fora. O cavacas já endrominou quase metade deste rectângulo.http://dizeresmeus.blogs.sapo.pt/
(http://dizeresmeus.blogs.sapo.pt/)
(mailto:asdfg@dfgh.pt)


De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 19:44
Ora ora... quem espera sempre alcança..pelo menos o Sapo tem estas vantagens! Vivam os destaques! Viva nós todos que somos famosos! Oba oba oba!Milocas
(http://pipokinhacomsal.blogs.sapo.pt)
(mailto:amoraselvagem@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 18:12
Anda aqui qq coisa estranha no ar....o resto da TT só não tem destaque pq é do blogspot! Senão era tudo de seguida! Parabéns lindinhos!!! Tamos a ficar todos mto famosos!!devilspit
(http://confrariadostotos.blogs.sapo.pt)
(mailto:)


Comentar post

..about

música, cinema, publicidade, comunicação, moda, design, política, sociedade...


Create Your Badge

.mix tape

.tags

. todas as tags

.links

++++

.arquivos

.subscrever feeds