Sexta-feira, 7 de Outubro de 2005

Black Box Recorder – I Ran All The Way Home

blackboxr1.jpg









À primeira audição este trio inglês, soa logo espantosamente como algo de original e fresco. Em “I Ran All The Way Home”, a voz débil e sussurrante de Sarah Nixey, consegue cativar, apesar de toda a ambiência da música nos levar a um sentido de decepção e irreversibilidade. Aquilo que mais me agrada nesta música e nesta banda é não a conseguir encaixar em nenhuma gaveta, ou seja, em algum género. Talvez seja melhor calar-me e deixar-vos ouvir.
publicado por astropastor às 02:51
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Anónimo a 8 de Outubro de 2005 às 20:11
És mesmo tu ovelha ??astropastor
(http://perolas.blogs.sapo.pt)
(mailto:cabomartim@sapo.pt)


De Anónimo a 8 de Outubro de 2005 às 18:21
Boa tarde, é com prazer que venho chafuradar na pocilga. Os dois senhores dos B.B.R. são ex-Jesus and M.C. e fantástica voz de Sarah Nixey. Juntam o útil ao agradavel - a musica e a poesia numa caixa negra. A minha perferência vai para o album The facts of life, com a fantástica musica the art of driving. Ovelha Negra
</a>
(mailto:blacksheep@sapo.pt)


De O Puto a 24 de Março de 2006 às 13:02
Este projecto é bem diferente dos Auteurs, banda de Luke Haines, considerado um dos mais prolíficos compositores britânicos da actualidade. Editou um disco em 2003 ("Das Capital"), no qual revisita a música dos seus projectos com a cumplicidade de uma orquestra.
Dos 3 membros dos BBR, apenas John Moore (o tipo da esquerda na foto) pertenceu aos J&MC.


De astropastor a 28 de Março de 2006 às 02:56
Obrigado pelo reparo.


Comentar post

..about

música, cinema, publicidade, comunicação, moda, design, política, sociedade...


Create Your Badge

.mix tape

.tags

. todas as tags

.links

++++

.arquivos

.subscrever feeds