Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2006

Who Made Who - Monkeys





M as que banda é essa afinal de que estavas a falar?
- Pá, são os Who Made Who. Bem eles têm um tema fenomenal, que é o Monkeys.
- Nunca ouvi falar.
- Porque tu não percebes nada de novas tendências pá. Eles são a next big thig depois dos Franz Ferdinand. Tenho um amigo, que trabalha na Fnac, que me disse, que todos os jovens indie alternativos, vão começar a aderir a isto como coca.
- Ahh tou a ver. E isso de que género é então?
- Pá do melhor. Post Punk com New Wave, já viste que originalidade.
- Ahh tou a ver. O que é isso de post punk?
- Ora bem. É uma coisa porreira. Sei lá é post punk meu. Deve ser qualquer coisa que veio a seguir ao punk.
- Ahh tou a ver. Deve ser demais. Gravas-me isso?
- Gravo, mas não digas a ninguém pá. Diz que tens o original. Ou queres ser visto, como um reles, que não respeita os direitos de autor.

Pedro e Paulo, esperavam por umas miúdas, num bar à pinha. O fumo instalava-se no tecto e os copos esvaziavam-se ao balcão. Lá dentro uma amálgama de seres estranhos e tristes, trocavam sorrisos plásticos, só para não transparecerem sinais de tristeza e fracasso.

- Pá, elas sempre vêm? Já estamos aqui há tanto tempo.
- Acho que sim. Pelo menos, disseram que vinham.
- Como é que elas são?
- São duas estudantes da Faculdade Letras. Muito porreiras. São intelectuais como nós. Ou pensavas, que ia arranjar duas costureiras.
- Ok. Mas nem eu nem tu as conhecemos. Como é que vamos meter conversa?
- Não te preocupes. Já pensei em tudo. Quando eles chegarem, vamos manda-las olhar para aquela mancha na parede. Vamos dizer, que a mancha está a tentar dizer-nos algo.
- É capaz de funcionar.
- É claro que vai funcionar. Segundo os meus cálculos, uma mancha na parede a tentar dizer algo, mantém uma estudante de Literatura ocupada, durante uns 15 minutos. Isso dá-nos tempo de ir ao WC, tentar arranjar mais motivo de conversa.
- Ok, já estou mais descansado.
- Isso relaxa. Não te esqueças é da mancha na parede.
- Pedro! Estão ali duas miúdas, de óculos de massa preta a acenar para ti.
- São elas. Rápido, a mancha na parede onde está?
- Não a vejo. Não a vejo em lado nenhum.
- Como não a vês? Ainda agora estávamos a olhar para ela.
- Mas não a vejo. Está aqui um gajo a fumar, mesmo por trás de nós. Tens a certeza, que não era uma bola de fumo.
- Meu Deus. Foi isso então. Não há mancha da parede.
- Fodass! Mistura-te no pessoal. MISTURA-TE NO PESSOAL!
publicado por astropastor às 02:24
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 20 de Fevereiro de 2006 às 23:00
Acho que há muitas possibilidades de isto já ter acontecido em muitas noites de muitas cidades.astropastor
(http://perolas.blogs.sapo.pt/)
(mailto:)


De Anónimo a 19 de Fevereiro de 2006 às 23:42
ehehehe...qdo estas situações caricatas passam de ficção a realidade, a vida é mto mais divertida...qto à musica, gosto mto mais da "space for rent", mas esta tb é boa...eu
(http://myselffull.blogspot.com)
(mailto:)


Comentar post

..about

música, cinema, publicidade, comunicação, moda, design, política, sociedade...


Create Your Badge

.mix tape

.tags

. todas as tags

.links

++++

.arquivos

.subscrever feeds