Domingo, 10 de Setembro de 2006

Junior Boys - So This Is Goodbye

 

No sábado descobri, junto ao edifico da Alfândega no Porto, uma casa pequena, mas de inegável afabilidade, onde ouvi um som bastante agradável e surpreendente. Estou a falar do rádio bar, que até tem blog, e que merece a vossa visita, caso sejam do tipo que gosta de se sentir musicalmente desafiado, como eu. Foi neste espaço, que ouvi o que me pareceu ser uma faixa dos Junior Boys, não posso no entanto assegurar que tal corresponda a verdade, pois na altura vapores mais altos se elevaram deturpando a minha capacidade de manter a atenção por mais de 3 minutos seguidos.
 
Mas se realmente a menina, que se encontrava aos comandos da mesa do rádio bar ontem, passou ou não passou os ditos “boys” é irrelevante. O que interessa é que, tive recentemente conhecimento deste So This is Goodbye, e fiquei impressionado à primeira audição, o que já vai sendo difícil, pois com o tempo, a paciência vai-se perdendo e a cera nos ouvidos acumulando. Mas passemos a apresentar esta maravilha Canadiana, que dá pelo nome de Junior Boys. Originalmente um duo: Jeremy Greenspan e Johnny Dark começaram a criar o som, que os iria reconciliar com as suas influências. Seguiram-se anos de colaboração, até que a respectiva demo se encontra-se pronta, mas após um sem fim de rejeições e tentativas falhadas, resignaram-se à constatação de que eram “bedroom beat constructors”. Depois de Johnny deixar a banda para perseguir outros sons, parecia não haver muito interesse em continuar com o projecto. Até final de 2002, quando a KIN ouviu a sua demo e resolveu apostar na banda. Juntando-se ao seu engenheiro, Matt Didemus,  Jeremy voltou então a escrever mais material e a alinhavar um álbum.
 
O primeiro álbum Last Exit, que ainda não conheço saiu em Outubro de 2003. Mais recentemente, em 2006 lançaram então este So This is Goodbye, uma maravilha pautada pela electrónica minimalista, extremamente agarrada à estética da pop dos anos 80. Em termos comparativos, podemos dizer que soam muito a um Luomo obcecado pelos anos 80, ou a uns New Order, bem mais melancólicos e dopados. No entanto, considero abusivo, estar a estabelecer estas comparações, pois o seu som é bastante único. A escrita das canções é bastante apaixonada e profunda. A voz num registo meloso, que por vezes pode roçar o “drama queen”, encaixa nas programações frias e minimais, como se estivéssemos na presença de um paradoxo, onde a paixão e a desilusão são acompanhadas por máquinas frenéticas e sincopadas.
 
Sem nunca se afastarem muito das directrizes básicas do projecto, os Junior Boys, lá vão piscando o olho aqui e ali e outros caminhos, ou roupagens, como em In the Morning, o tema mais dançavel do disco, onde se nota alguma aproximação ao género electro rock. Já em This is Goodbye a maquinaria e os elementos sintéticos voltam a assumir o controlo, num loop hipnótico, apenas interrompido pela voz, que vai destilando palavras conotadas com a desilusão e a partida. Em When No One Cares, é assombroso, o seu inicio à anos 80, como se nos encontrássemos na presença de um qualquer hino dessa época, que nunca desenvolve para a normal estrutura de canção, mantendo-nos presos nas tristes palavras.
 
Fiquei muito satisfeito, por ter encontrado um disco, como este. É uma viagem, ainda que triste (na minha modesta e talvez errada opinião), conduzida pela mão da electrónica, ora hipnótica e contemplativa, ora acida e dançavel, mas sempre com um sabor a nos 80.  
publicado por astropastor às 22:33
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Membio a 11 de Setembro de 2006 às 11:11
se gostaste deste, vais com certeza gostar tb do primeiro...


De eu a 11 de Setembro de 2006 às 19:30
bem...n conhecia este album...o outro é mais ligeiro...não sei se a terminologia é esta, mas as músicas do outro entraram mto mais facilmente nos meus ouvidos...tenho de ouvir isto mais vezes...


De joao a 12 de Setembro de 2006 às 07:04
1) entrou no meu querido ipod nano. gosto bastante, mas por enquanto, ainda gosto mais do anterior
2) paralelamente, tambem entrou para a lista dos melhores de 2006
3) num futuro proximo, se a fortuna pessoal assim o permitir, tambem entrara para a estante


De astropastor a 12 de Setembro de 2006 às 22:24
Membio: Estou agora a ouvir o primeiro e realmente parece que também vai ser um dos meus preferidos.

eu: Trata de ouvir este "So This is Goodbye" com atenção, pois é uma pérola.

joao: Concordo contigo, mal as finanças o permitam, este album é de compra obrigatória.


Comentar post

..about

música, cinema, publicidade, comunicação, moda, design, política, sociedade...


Create Your Badge

.mix tape

.tags

. todas as tags

.links

++++

.arquivos

.subscrever feeds