Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2007

The Long Blondes - Someone To Drive You Home




Ora vamos lá para mais um post, que é para não perder a embalagem e aproveitar o filão dourado de excelentes músicas que tenho encontrado. Descobri recentemente uma banda composta por 3 moçoilas e 2 moços, The Long Blondes, configuração algo bizarra para uma banda, uma vez que estamos habituados a bandas mais homogéneas no que concerne ao  género sexual dos seus elementos.

Talvez venha daí a beleza da coisa, que faz com que este colectivo soe a muita coisa ao mesmo tempo. Seguem evidentemente o trilho, que levou as The Pippetes, a calcorrear o território das cançõezinhas pop de olhos postos nos anos 50, a dissertar sobre paixonetas adolescentes, e as inevitáveis fugas de autocarro em direcção à independência. Também os The Long Blondes, se põem a exaltar o povinho em direcção à vida louca da fuga constante e da eterna descoberta. No tema “Once and Never Again”, chegam mesmo a paternalizar, veja-se bem a ousadia, destes velhotes, com o seu público de 19 anos, “you're only 19 for god's sake... oh, you don't need a boyfriend…”, tudo isto regado com os gritinhos em coro das 3 moçoilas, numa faixa ideal para pôr num frenesim de movimentos descompassados, a mais contida das catequistas da minha freguesia.

Há no entanto algo que distingue este banda das The Pipettes, e para melhor. Por muito, que goste dessa constante celebração da pop certinha, com os coros melódicos, que parece que nunca nos vão desagradar, o meu ouvido é traiçoeiro, e por vezes gosta, que lhe preguem umas partidas, e que as coisas se tornem um pouco mais descontroladas. É aí, que estes The Long Blondes, levam a vantagem, tanto estão a na festinha de liceu, como a seguir no clube rock fumarento e de clientela duvidosa. Quando as escutei, alguns temas fizeram lembrar uns Franz Ferdinand, com um toque feminino, ou uns Pulp em fase embrionária, talvez a produção de Steve Mackey (Pulp) ajude a tirar esta conclusão, talvez seja da língua afiada de Kate Jackson, que é bela e formosa, já agora.

O álbum, que se chama Someone To Drive You Home, é algo, que me vai fazer companhia por mais algum tempo, pois não sei ainda se vai figurar no Hall of Fame, aqui do blog. Tem coisas boas e coisas menos conseguidas. Cada vez acho mais, que as bandas deviam começar a editar álbuns de 5 faixas no máximo. Mas ouçam, merece uma audiçãozita, sem sombra de dúvidas. Quem gostar de pop, anos 50, filmes noir, e “femmes fatales” não se vai arrepender de certeza. Como teaser fica o tema "Weekend Without Makeup".

publicado por astropastor às 01:32
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De membio a 17 de Janeiro de 2007 às 13:03
parece interessante, vou investigar....


De astropastor a 18 de Janeiro de 2007 às 23:14
Depois diz lá se gostaste ou não...


Comentar post

..about

música, cinema, publicidade, comunicação, moda, design, política, sociedade...


Create Your Badge

.mix tape

.tags

. todas as tags

.links

++++

.arquivos

.subscrever feeds