Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2007

Arrumações



Dia de arrumar a prateleira dos cd’s em busca de uns que não me pertencem, é dia para matar saudades de algumas das faixas, que fizeram parte do meu imaginário nos últimos anos.

 

Comecemos então por uma curiosidade, que me custou muito, mas mesmo muito a descobrir. Aquando do lançamento da rádio voxx, nos 90.0 cá no porto, assistimos a umas emissões, que julgo terem sido experimentais, e que consistiam em passar pura e simplesmente um cd inteiro do princípio ao fim em constante loop. Foi então, que comecei a ouvir esta faixa várias vezes ao dia. O pior é que ainda não havia locutor, e descobrir o autor revelava-se uma tarefa complicada. Como pista, tinha só o refrão, desta invulgar faixa de disco sound, que tinha uma atitude vincadamente punk, que até então nunca vira associada ao género. O refrão era qualquer coisa como, “Let the french boy dance”, e não tardou muito, até que os meus esforços fossem recompensados, numa das buscas pelas prateleiras da Valentim de Carvalho.
Garçons ..::.. French Boy (Reprise)

 

 


O segundo exemplar de hoje, foi adquirido num exercício de puro estilo e atitude “cool”. Na altura, estava na moda uma editora de seu nome, Glasgow Underground, que editava umas coisas, muito contra a corrente do house comercialeiro. Apostavam, no cruzamento de várias influências, com predominância para o funk, disco, resultando num house bem mais low fi e portanto, mais alternativo. No entanto, em meu abono, devo dizer, que escutei o disco inteiro antes de o comprar, e felizmente constatei, que não era só cool ter este álbum na colecção, como também uma excelente experiência auditiva.
Daniel Ibbotson ..::.. Things Change



 


“Os Japoneses não dão hipótese” dizia-me o empregado da loja de discos, para enfatizar a qualidade de produção dos artistas japoneses. Deve ter sido esse jovem, que sem querer, suscitou em mim, uma crescente apetência para o consumo de pop japonesa. O cd que me entregou para a mão, foi o álbum de Satoshi Tommie, Full Lick. Associava esse nome apenas à cena DJ e nunca o tinha vista como produtor, acho que não tinha, nem nunca teve grande nome nesse sector. No entanto, um tema como inspired, uma produção ultra luxuosa de house orquestrado com sabor tropical, fez com que nunca mais me esquecesse deste disco, e seja presença regular nas minhas audições.

Satoshie Tomiie ..::.. Inspired




Portanto, já tinha passado a fase do house e do chill out. Já andava tudo com os “best of chill out” debaixo do braço na escola e já não me parecia uma atitude tão fixe, ficar na mesma onda musical, que o resto do populaça, de modo que, resolvi tornar-me ainda mais alternativo e prestar alguma atenção aos críticos do Blitz, que vinham já há alguns anos a advertir para as origens da música de dança, na música negra soul e funk. E se tinha de começar de algum modo, que fosse ao menos de um modo mais calmo, para me ambientar a tais andanças. Comecei pela soul de Marvin Gaye, e como bom iniciado, comprei logo um best of da Motown, The Very Best Of Marvin Gaye. O cd trazia uma espécie de biografia artística e pessoal de Marvin, que foi muito apreciada e imediatamente devorada. Em termos musicais, o início de carreira decepcionou-me, com aqueles duetos com as divas (Diana Ross), para pôr os teenagers todos a dançar, ou a fazer coisas mais escabrosas no banco de trás. Como é óbvio, detestei a “Sexual Healing”, por ter sido violada ao longo destes anos, por tudo que é campanha de comunicação. A fase, que mais gostei, foi sem dúvida aquela escrita, aquando da dor de corno, provocada pela traição da ex mulher. E não há dúvida, que não há nada como uma boa dor de corno, para inspirar alguns dos melhores momentos artísticos.

Marvin Gaye ..::.. When Did You Stop Loving Me, When Did I Stop Loving You

 




E agora silêncio que… Não, não se vai cantar o fado, mas vai-se apresentar uma das faixas electrónicas mais electrizantes dos últimos anos. Mal a ouvi, decidi logo comprar, nem quis ouvir o resto do álbum. É um cocktail étnico - ácido, que a dupla Dzihan & Kamien editou em 2000, e que deve ser conhecido de muita gente com toda a certeza. Estará é talvez esmorecido pelo passar dos anos. Ora vejam lá se, se lembram…

Dzihan & Kamien ..::.. After


publicado por astropastor às 18:46
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De eu a 25 de Janeiro de 2007 às 12:56
este post faz adivinhar uma bela colecçao de cds (e eu ainda não ouvi o que aqui está)...não tens medo que os ladrões musicais te assaltem a casa?


De astropastor a 25 de Janeiro de 2007 às 23:13
Não é uma coleção assim tão grande. Devo ter uns 250 cds comprados por mim, mais umas bugigangas que me foram dando. É bastante pequena até. Só que muito focalizada na electrónica de meados de 90. Quando era rico...


De eu a 27 de Janeiro de 2007 às 21:38
well...após a audição, resta-me dizer que sou uma menina muito pacata...isto é muito à frente para mim...


De apereira a 1 de Fevereiro de 2007 às 12:28
Cada caixinha, uma história, cada faixa outra 'pérola' de momento :-)
Também faço arrumações, de quando a quando, só para poder ouvir as coisas mais antigas, reviver... fazer uma espécie de 'memory lane'. A música acompanha-me, desde sempre, e esteve sempre presente em todos os, bons e maus, momentos.
Já acalmei a 'compulsividade' ... agora faço uma degustação mais cuidada... cheia de rituais pessoais :-)


De astropastor a 7 de Fevereiro de 2007 às 04:34
Neste momento também luto para estar como tu, numa postura menos compulsiva. Até porque, quanto mais queremos ouvir, menos conhecemos. Saudações Cordiais senhor Pereira.


De apereira a 8 de Fevereiro de 2007 às 22:18
Ahahah...

É senhora... moça, é melhor!!! ahahah

Pereira, Ana Pereira

;-)

Cordialidades para ti também!


De astropastor a 9 de Fevereiro de 2007 às 00:52
Peço desculpa ana :). Obrigado pelo add na tua lista de links.


De perplex3r a 9 de Março de 2007 às 15:21
Daniel Ibbotson : Celebrate é fantástica :)

Gostei do revivalismo que apresentas neste post, mto bom gosto! :)


De astropastor a 10 de Março de 2007 às 16:23
É sim senhor. O álbum é todo muito interessante. Obrigado pelo voto de confiança. Dá para ver que também gostas da música deste período. Cumprimentos.


Comentar post

..about

música, cinema, publicidade, comunicação, moda, design, política, sociedade...


Create Your Badge

.mix tape

.tags

. todas as tags

.links

++++

.arquivos

.subscrever feeds